INDOMIT 100MI ... o que podia ser melhor?
Rosalia C. Guarischi
01 de novembro de 2017

Por: Rosalia C. Guarischi


Meu maior desafio de 2016 acabou, e foi um sucesso maior do que poderia esperar! Enfim, em meio a tanta felicidade tenho certeza que é analisando nossos erros é que aprendemos mais! Por isso aqui vai uma análise do que eu poderia ter feito melhor nessas 100MI da Indomit Costa Esmeralda.

O pior erro foi em relação ao equipamento, eu tinha que ter deixado um par de tenis e meias novas no Drop back do 36km, antes da prova me pareceu absurdo, mas tenho certeza que teria muito menos bolhas e um conforto maior nos pés se tivesse feito essa troca, principalmente lá nos kms finais.

A verdade é que quando a organização oferece um sistema de drop bag que retorna, sempre vale a pena aproveitar, principalmente quando a corrida é em um lugar de praias, onde se atravessa constantemente rios e longos trechos de areia.

Outro ponto que errei foi na proteção solar para a parte final da prova, não imaginava o sol que pegaria e sofri muito correndo pelas praias sem viseira e protetor solar. Isso certamente gerou um desgaste ainda maior! 

A INDOMIT 100MI foi uma prova com organização impecáve e foi uma alegria constatar que aqui no Brasil temos, sim, provas de qualidade. Uma prova em que as coisas funcionam conforme o regulamento, com os postos de abastecimento perfeitamente bem localizados, com a variedade de comida que foi anunciada, com bebida gelada e com stafs altamente treinados, teve até o luxo de ratreamento live pela Spot gen... que funcionou!! Minha alegria não é só com meu resultado, mas também em ver nosso trail run crescendo! 

Obrigada a todos pela torcida e mensagens de apoio... ainda não consegui responder todo mundo!!!